domingo, 5 de dezembro de 2010

Queria que o meu País...

Eu queria que o meu País
fosse feito de alegria
Queria que no meu País
não houvesse ódio
Queria que o meu País
não conhecesse a guerra
só amor em abundância
amor e muita criança.
Mas com a barriga cheia!
Queria que o meu País
fosse um País sem tristezas
um País sem agressão
e que houvesse sempre pão.
Mas pão em todas as mesas!
Queria ver o meu País
como um enorme jardim
sem igual
cheio de acácias,
buganvílias e cravos.

Delmar Maia Gonçalves

5 comentários:

Mª Carmen disse...

Me gust
o tu entrada amigo , ojalá en todos los lugares del munndo las necesidades básicas estuvieran cubiertas, pues no hay derecho a que neadie pase necesidades y menos los niños.Un abrazo.

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto que não ultrapasse 1 folha inteira no word (Times Roman 12). Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
machadocultural@gmail.com

Vozes de Minha Alma disse...

Amigo, tu tem o perfil do revolucionário, do poeta, e da Voz que clama no deserto!
Voz essa, que migra para as letras com maestria e sublimação.
Um abraço afetuoso deste leitor que vem do blog do amigo Claudio Poeta, e por aqui encontra tuas palavras mais do que bem vindas.
E, seja bem vindo ao Vozes de Minha Alma, te sigo.

Amapola disse...

Bom dia.

Eu também queria que o meu país tivesse tudo isso em abundância, para ajudar muito, os outros países carentes.

Estou lhe seguindo.

Maria Auxiliadora (Amapola)

aosolhosdaalma.blogspot.com disse...

POETA QUE LINDO TEUS VERSOS QUE LINDA A SENSIBILIDADE DO TEU CORAÇÃO
A MIM ME PARECE UM BOTÃO SE ABRINDO EM FLOR,TUS SENTIMENTOS,TRANSBORDAM
COMO O RIACHO TUA ALMA É CRISTALINA
ÉS A PURA POESIA,DOS ÓLHOS DE UMA MENINA UM ABRAÇO,COM CARINHO

MARLENE